MJS Freelancer

MJS Freelancer

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Banhos públicos

A febre do banho público está aí e já são muitos os vídeos partilhados pelas redes sociais.
O desafio foi lançado pela ALS Foundation, uma fundação de apoio a doentes com Esclerose Lateral Amiotrófica, e tem como objetivo encorajar os famosos a divulgar os seus vídeos num prazo de 24 horas, caso contrário a doar 100 dólares. 
Trata-se de uma moda nacional e mundial que ganha cada vez mais adeptos entre algumas das maiores figuras públicas internacionais, interessadas em contribuir, através deste ato simbólico e de donativos, para a luta contra a esclerose lateral amiotrófica, uma doença grave, degenerativa e incapacitaste.
Nos Estados Unidos, a brincadeira dos banhos públicos transformou-se numa enorme ação de solidariedade. Milhares de norte-americanos estão a publicar vídeos na internet em que despejam um balde com água gelada na cabeça. 
Contudo os melhores vídeos são os que não correm como previsto e nem todos, sobretudo, cumprem o objetivo para o qual foram criados e o presidente da Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica já veio a lume dizer que a associação não está a ver um tostão desta campanha.
É importante que se reflita sobre as coisas e que não se façam coisas so por fazer… 
Não podemos pura e simplesmente imitar uma iniciativa que se queria de solidariedade e torná-la num jogo.
Não podemos ter meia dúzia de pessoas a levar com um balde de água fria em cima para não ter de pagar um jantar. Isso é ridicularizar quem se prestou a tomar um banho em prol de uma causa. 
Tem-se criado uma grande celeuma em volta destes desafios. As pessoas comentam que os banhos de água não ajudam ninguém, que os donativos é que interessam e que no fundo estes Banhos não passam de uma palhaçada para que alguns famosos se auto promovam.  
É claro que era bom que todos os baldes de água viessem associados a um donativo, melhor ainda, que não fossem precisos estes banhos para trazerem à baila um assunto tão sério. 
Mas a verdade é que com donativos ou não, os famosos estão a fazer a passar a palavra e muitas pessoas acabam por fazer doações, mesmo que não entrem no desafio. 
No ano passado, a campanha pública pela ELA deu 2,1 milhões. Neste ano, porque alguém inventou o vídeo do balde de água fria pela cabeça, a campanha já vai em 41 milhões…

É claro que seria ideal que todos os que tomam banho contribuíssem  mas depois a campanha chega a outras pessoas não famosas que fazem os seus donativos mais pequenos e pensam no final do ano em assignar os seu 0.5% de IRS a esta associação e nunca o fariam se esta "publicidade" dos famosos não existisse. São pequenos grãos, é verdade, mas grão a grão enche a galinha o papo!

Sem comentários: