MJS Freelancer

MJS Freelancer

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Porque eu adoro o que faço...




No dia em que completo 6 anos no Semanário Tribuna das Ilhas e 11 no jornalismo faialense…
JORNALISTA não fala – informa
JORNALISTA não come, degusta o produto
JORNALISTA não cheira, sente a fragrância
JORNALISTA não toca, examina o design
JORNALISTA não conquista, é persuasivo
JORNALISTA não tem destino, tem target
JORNALISTA não dá resposta, cria outra pergunta
JORNALISTA não desaparece, trabalha em off
JORNALISTA
não ouve barulho, ouve ruído
JORNALISTA não fala, envia mensagem verbal
JORNALISTA não escuta, descodifica a mensagem
JORNALISTA não tem ideia, tem brainstorm
JORNALISTA não recebe resposta, recebe feedback
JORNALISTA não tem memória, tem repertório
JORNALISTA não lê, decifra código textual
JORNALISTA não é chato, é crítico
JORNALISTA não conversa, faz entrevista
JORNALISTA não tem lista telefónica, tem contactos
JORNALISTA não dorme, faz pausa entre os factos
JORNALISTA não tem olheiras – tem marcas de guerra…
JORNALISTA não tem vida, tem rotina…
Eu adoro isto tudo…
Mesmo sem salário decente, sem diploma…

1 comentário:

Flávio Gonçalves disse...

Venham mais 11. Quanto ao salário... bom, deixa estar que eu nem como correspondente internacional ganho mais que uns tostões, o que me obriga a ter um "day job".

Em Outubro sai a minha própria revista, mas nem como director vou auferir, para já, um ordenado.

Parece ser um "professional hazard"